quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Pescadores de Icapuí aguardam o Seguro-Defeso

A documentação exigida pelo Sistema Nacional de Emprego - SINE/Instituto de Desenvolvimento do Trabalho - IDT, necessários para requerer o Seguro-Defeso, começam a ser entregues hoje (4/2), a partir das 9 horas, na sede da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca - SEAP., na capital Fortaleza. Entre os documentos exigidos estão os formulários de declaração dos nomes dos pescadores das embarcações. Este documento foi criado para evitar fraudes na concessão do benefício, já que só serão contemplados aqules que constarem na referida relação.

O Seguro-defeso consiste em um benefício financeiro concedido aos pescadores artesanais, principalmente da lagosta, para garantir o sustento durante o período de defeso do crustáceo, que ocorre durante o mês de janeiro e se estende até junho, já que a pesca da lagosta é muitas vezes a única de fonte de renda da maioria dos pescadores.

Em Icapuí, quando se inicia o período de defeso, os pescadores vivenciam um dilema, pois com o surgimento de fraudes em anos anteriores, os órgãos responsáveis pela averiguação dos documentos de concessão do benefício, imporam regras mais rígidas e exigiram novos documentos. O objetivo é evitar que essas fraudes prejudiquem os pescadores que de fato tem direito ao auxílio. Mesmo assim, alguns pescadores ficaram sem receber o benefício em anteriores por não conseguir cumprir as exigências há tempo.

Documentos enviados para análise, resta aos pescadores torcerem para que tudo der certo e seu seguro seja aprovado. Enquanto isso não ocorre, a economia do município sofre com a estagnação já que os pescadores na incerteza de ser beneficiado com o seguro-defeso contém seus gastos e fazem planos para o dinheiro que receberão, se receber.




Um comentário:

Junior disse...

E a administração municiapal assistir tudo de camarote e de braços cruzados sem fazer nenhuma ação para a gerarão de outra fonte de renda para essas pessoas.