domingo, 21 de março de 2010

Grupo Batulata do CRAS realizou apresentação no Fortim

Por Janailma Ribeiro

Nesta última sexta, 19 de março, o grupo de percussão BatuLata do CRAS – Icapuí apresentou-se no Hotel Vila Selvagem no Fortim. O Hotel estava lotado de turistas de vários países: França, Itália, Irlanda, Espanha e alguns brasileiros também. O BatuLata despertou interesse e admiração dos hóspedes pela sua originalidade.

O grupo vem se destacando por transformar materiais, que antes eram considerados sem utilidade, em instrumentos musicais. Das latas velhas de óleo, de leite em pó e dos pedaços de madeiras, os participantes criam instrumentos de percussão, como baquetas, bumbos, ganzás, etc.

O BatuLata foi criado há quase um ano, sendo uma ação desenvolvida pelo CRAS. Atualmente, o grupo é composto por 60 jovens, tendo como idealizadoras: Anny Rakiely (professora de percussão), Janailma Ribeiro (técnica responsável pela ação) e Audísia Braga Queiroz (coordenadora do CRAS). As aulas acontecem todas as segundas e sextas, às 18:00h, no CRAS.

Essa Insttuição tem como uma de suas metas resgatar crianças e adolescentes que estejam na zona de vulnerabilidade social, valorizando o potencial dos jovens. Além do aspecto musical que os participantes aprendem, o CRAS também tem a finalidade de despertar em cada um a consciência cidadã na transformação do meio em que vive.


5 comentários:

Adolfo Maia disse...

Parabens ao CRAS por esta realizando essa iniciativa para as crianças e adolescente de Icapuí

Icapuí em Foto disse...

Isso sim é um exemplo de cidadania e cultura. Sem dúvidas que esse projeto mudou a vida de tais crianças, mesmo que tenha sido pouco, mas mudou...
PARABÈNS

Ass: Felipe Freitas

Valdecy Alves disse...

Você acha que a novela das 8 da Globo é arte? Que um dia uma novela poderá ser um clássico? Antes de responder leia o meu artigo no blog: www.valdecyalves.blogspot.com

Anny disse...

PARABÉNS!!!
Iniciativas como essa fazem valer a cidadania e a busca por um tempo melhor, já que um ambiente saudável, de aprendizagem, aceleram a autoestima. Valeuu

Marquinhos disse...

Muito Bom, é isto mesmo que os jovens de nossa cidade precisa, cultura, arte e musica, só assim podemos resgatar a cidadania e abrir novos horizontes para um futuro melhor deste jovens. Se um governo municipal olhasem com bons olhos para essas ações com certeza os nossos jovens não estavam nesta situação, muitos deles envolvido em drogas, destruindo suas proprias vidas.