terça-feira, 13 de abril de 2010

Dep José Airton divulga nota sobre Escola Profissionalizante

A Assessoria de Imprensa do Deputado Federal Jose Airton (PT-CE) nos enviou uma nota de esclarecimento sobre a implantação de uma Escola Profissionalizante em Icapuí. A mesma nota pode ser vista no site oficial do deputado.

Abaixo, publicamos a nota na íntegra:

A verdade sobre a Escola Profissionalizante de Icapuí

Primeiramente, vimos esclarecer que são dois programas voltados para a capacitação profissional do governo federal. Um é o dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET), antigos CEFETS, cujos cursos são de nível superior e, o do programa Brasil Profissionalizante, cujos recursos são Federais, mas, são mantidos pelos governos estaduais, voltados para a formação e capacitação de alunos do ensino médio e, todos os dois são ligados a Secretaria Nacional de Educação Profissional, do MEC, cujo secretario, e o professor Eliezer Pacheco.

O Programa Brasil Profissionalizante de ensino médio tem como objetivos e metas do Plano Nacional de Educação, no item Educação Tecnológica e Formação Profissional, o tratamento adequado para aqueles que não concluíram a Educação Básica no tempo regular. Serão implantadas políticas de Educação Profissional e Tecnológica nos níveis Federal, Estadual e Municipal, integradas à educação de jovens e adultos em todos os sistemas de ensino, nas modalidades presencial e a distância, pautadas em diagnósticos socioeconômicos e culturais da realidade social (Proposta aprovada na I Conferência Nacional de Educação Profissional e Tecnológica). No Ceará o Governo do Estado está resgatando esse programa com a sigla EEEP, que traduz Escola Estadual de Ensino Profissionalizante, antigo Liceu.

História

A primeira conversa sobre a ida de um IFET para Icapuí, Aracati e Pentecoste foi, exatamente, em 28 de agosto de 2007, com o Secretário Nacional de Educação Profissional, do MEC, professor e amigo Eliezer Pacheco. Depois em 2008, desta feita em audiência com o Ministro da Educação, Fernando Haddad. Quando reuniram com o Ministro o deputado José Airton, o prefeito de Pentecoste, João Bosco, e a vice-prefeita, Dr. Ivoneide Moura, onde se pautou novamente duas ações para o Ceará, o IFET de Aracati, que estava na relação dos seis primeiros e, misteriosamente, saiu para Canindé. Esse fato gerou um profundo mal estar. Nessa audiência, além de querer resolver o caso do Aracati, como de fato foi resolvido, pois este já foi inaugurado, em 201O, em Brasília, tratamos, também do de Pentecoste, além da Escola Profissionalizante (EEEP) de Icapuí e da extensão de um IFET também para Icapuí. Mais adiante, em nova audiência, em 26 de agosto de 2009, com o Secretario Nacional de Educação Profissional professor Eliezer Pacheco, em que estavam presentes, o Prefeito de Icapui, Irmão Edilson, o Secretário de Ciência e Tecnologia de Icapuí, Silvio Barreira e a Secretaria de Educação, Ana Melo, para tratar da EEEP e da extensão do IFET para Icapuí. Essa última reunião em Brasília (26/08/2009) deixou certo o projeto da construção da escola profissionalizante para o município. Novamente, quando a visita do presidente Lula ao Ceará, na cidade de Sobral, em 10 de setembro de 2009, o Deputado pautou novamente o assunto, numa conversa desta feita, com o Ministro Fernando Haddad, com o Secretário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério de Educação (MEC), Eliezer Pacheco e com a Secretária de Educação do Ceará, Isolda Cela Arruda, em que ficou acertado os recursos e a garantia de que Icapui teria, primeiramente, uma EEEP e, posteriormente, uma extensão do IFET de Aracati. Na ocasião, o Deputado falou com o presidente Lula e com o Ministro novamente, sobre as escolas de Icapui e Aracati. Tendo, o Ministro dado a palavra ao Presidente que atenderia ao Deputado. Desta forma, a Escola Profissionalizante seria construída pelo Governo do Estado, o Deputado falou com o governador Cid Gomes, sobre o caso de Icapui, em que ele disse que Icapui, seria a 21º, pois, ele, já tinha recursos para as 20 primeiras EEEPs. Portanto, os recursos para a construção da Escola Estadual de Ensino Profissionalizante, foram garantidos pelo Ministro Haddad e pelo Secretario Eliezer Pacheco para o Governo do Estado do Ceará.

Por ultima, no dia 30 de março de 2010, o Deputado José Airton teve uma audiência com o Chefe do Gabinete do Governador, Ivo Gomes, o deputado estadual Mauro Filho, o prefeito de Icapuí, Edilson Silva, a Secretária de Turismo Fátima Lacerda e o vereador Raimundo Lacerda, foi comunicado a EEEP de Icapuí. Na oportunidade o Deputado relatou toda sua luta e empenho desde reuniões ainda em 2007, 2008 e 2009, com o Ministro da Educação e com o Secretario Nacional de Educação Profissional, ressaltado toda a luta para a construção e conquista dessa escola. Desta forma, fica mais do que claro a participação do deputado José Airton nesse processo tão importante para educação de Icapuí.

De acordo com José Airton, após o lançamento dos primeiros IFETs, onde foram contemplados em todo país 78 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, sendo cinco deles para o Ceará, é que entrará no novo projeto de expansão o IFET de Icapuí. Portanto, é importante noticiar mais uma vez que o articulador e responsável pela viabilização do EEEP de Icapuí é deputado federal José Airton Cirilo que continua nessa luta para o próximo empenho que será a extensão do IFET de Icapuí, da Agencia do INSS, inclusive de recursos já assegurados, através de uma emenda sua no orçamento.

Portanto, é lamentável que quem nunca contribuiu para que essas obras fossem realizadas, venha agora, com oportunismo político, querer patentear uma conquista do nosso povo. Enquanto eu venho fielmente trabalhando, junto ao Governo Federal, por ações relevantes para a região de Icapui, Aracati e Fortim. Chega!!! Vamos agora continuar trabalhando pelo nosso povo e assim merecer a confiança com apresentação de fatos não tirando proveitos e méritos de obras para fazer politicagem.

José Airton (PT/CE)

Retirado do site www.joseairton.org.br.

2 comentários:

Rerisson Costa disse...

É... o bom dessa disputa é que na busca desenfreada por coisas a batizar, assumir paternidade e congêneres Icapuí ganha! Ganha não só por perceber certas nuanças da política local, corriqueiramente jogadas para debaixo tapete, mas também por receber os frutos de tais empreitadas e disputas acaloradas pela manifestação partidária icapuiense. Que venham então EEEP, IFET, INSS... quiçá até um prédio do Banco Central... Melhor ainda um hospital digno para a gente que sofre cotidianamente nos que ainda (salvo todas as precariedades) funcionam no município.

Desejo mesmo sucesso aos “pais” nessa disputa que é digna de um quadro de DNA daqueles bem apelativos exibidos na TV brasileira.

Fim dos Tempos disse...

http://www.joseairton.org.br/noticias/texto.asp?id=836&var=noticias&c=noticias

http://www.joseairton.org.br/noticias/texto.asp?id=835&var=noticias&c=noticias

http://www.joseairton.org.br/noticias/texto.asp?id=1477&var=noticias&c=noticias

http://www.joseairton.org.br/noticias/texto.asp?id=1492&var=noticias&c=noticias

em nenhumas dessas noticias eu vi o nome EEEP ou Liceu, como era chamado. nas duas primeiras ele nem cita o nome de Icapuí. Unico pai desse filho é LULA!!!