terça-feira, 13 de abril de 2010

FVJ - Aracati faz campanha contra uso de crack

Atualizado às 14:00 hs

A Faculdade do Vale do Jaguaribe - FVJ, promove uma campanha educativa contra o uso e tráfico de drogas, principalmente o "crack", com foco em crianças entre 10 e 12 anos, na cidade de Aracati. O objetivo da campanha é conscientizar a populaçao sobre a realidade do consumo de drogas por crianças cada vez mais cedo.

A instituição está utilizando os meios de comunicação daquela cidade, principalmente o rádio, para alertar sobre a grande quantidade de crianças apreendidas fazendo uso de entorpecentes, despertando o interesse de todos para a problemática. Segundo relato de uma criança dependente, chega-se a consumir até 25 pedras de crack por dia. A um custo de R$ 5,00 (que parece ser tabelado), muitos praticam furtos, roubos e latrocínios para manterem o vício.

Nosso comentário:

A realidade em Icapuí não é muito diferente da de Aracati quando o assunto é consumo de drogas, principalmente o crack. Talvez a faixa etária de 10 a 12 anos ainda não seja nosso maior problema, no entanto, muitos adolescentes já se tornaram dependentes químicos da droga, e vemos isso no nosso dia-a-dia, as vistas claras, e até o momento não houve nenhuma mobilização da sociedade civil na tentativa de combater essa prática.

A FVJ iniciou uma campanha que merece ter destaque e ser incentivado. A instituição atua em nosso município, oferecendo alguns cursos, e seria interessante aproveitar a oportunidade para expandir essa campanha feita em Aracati, e implantá-la aqui em nossa cidade.

Para isso, devemos pensar em uma mobilização entre a classe estudantil, governo e população, antes que o problema do consumo de drogas começe a afetar diretamente o desenvolvimento de nossa cidade. Algo que não está muito longe de acontecer.


OBS: logo após publicar essa matéria, o Ministério da Saúde me enviou, através do Twitter, o link do site www.nuncaexperimenteocrack.com.br, onde podemos buscar mais informações sobre o uso do crack, os danos que causa e como colaborar em campanhas anti-drogas, além do compartilhamento de ideias. Faça sua parte!

Fonte: jornal O Povo.

Um comentário:

vilda disse...

Aqui em Icapuí a realidade é outra. Jovens apartir de 15 anos usando crack e Pó. Sem falar nas festas nos finais de semanas regadas a Loló. Aqui já é habito! Alguém tem que tomar a frente para ajudar a amenizar o uso de drogas em Icapuí. É crescente a preocupação dos pais e familiares em relação ao uso das drogas na nossa cidade! Não temos uma política de prevenção do uso de drogas! Tem que haver maior mobilização... ajudar a esses jovens dizer não as DROGAS!.