quinta-feira, 24 de junho de 2010

Quadrilha que assaltava região de Icapuí, Tibau e Aracati é desbaratada em Natal

Integrantes da quadrilha que realizou vários assaltos na região de Icapui foi presa no dia 21 em Natal. A mesma quadrilha foi quem assassinou o jovem Abimael de Sousa Braga em um assalto ocorrido na Praia de Redonda.

A Quadrilha que estava agindo em Icapuí, Aracati e Tibau/RN durante esse primeiro semestre foi desbaratada em Natal, onde também praticavam crimes. Segundo a reportagem do Jornal Tribuna de Natal, "Melquisedeque Oliveira Pires, 31, o Melque era o líder da quadrilha. Ele, Eldes Wosgneton Alves, conhecido como Piolho, 21, Agamenon de Oliveira, 39 estão presos e um menor de 14 anos foi apreendido. O adolescente é irmão de Piolho e seria o mais violento do grupo que agia em bairros de classe média alta em Natal."

Em entrevista a rádio Canoa FM, o Delegado Regional de Aracati, Dr. Eudes Félix, afirma que "essa quadrilha, que foi presa em Natal no Rio Grande do Norte, na segunda feira (21) seria a mesma que no inicio do mês de maio teria realizado dois assaltos em pousadas na Praia de Canoa Quebrada/Aracati, em Redonda/Icapui (inclusive com homicídio) e Tibau/RN, além de ter assalto uma^casa de veraneio na praia de Majorlândia, no dia 12 de maio 2010". Eudes Félix informou ainda que nas próximas horas deverá viajar à Mossoró, onde se encontrará com o Delegado Luiz Fernando, da Delegacia de Furtos e Roubos - DEFUR Mossoró, para concentrarem as investigações em cima do restante do bando.

Com a prisão da quadrilha que agia em Icapuí e região, da uma maior tranquilidade a população, apesar de que nas ultimas semanas aconteceram vários assaltos várias comunidades do município principalmente a bares e mercearias. Essa quadrilha foi que assassinou no ultimo dia 03 de maio o jovem  Abimael de Sousa Braga em um assalto ocorrido na Praia de Redonda.

Com informações da Canoa FM, Jornal Tribuna de Natal, visto no blog Aracati em Foco

Um comentário:

casagrande disse...

Parabéns a polícia do RN E CEARÁ. Não podemos apenas "meter cacete" precisamos elogiar também