segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Praia de Redonda: encantadora e polêmica

Fotos e texto por ClaudiMar Silva

Neste último fim de semana, tive a experiência de conviver com alguns moradores da praia de Redonda durante três dias e observar um pouco como é a realidade daquela comunidade. O que vi foram pessoas muito hospitaleiras e que adotam uma postura pacifista, muito diferente do que se é disseminado no restante da cidade. O problema da crise da lagosta é muito presente ainda nas rodas de conversas e a fiscalização no mar continua, porém, o clima de violência e agressividade a qual se atribuía a praia de Redonda, não é tão visível quanto imaginamos. 

A praia de Redonda, uma das mais visitadas no município de Icapuí, foi palco dos principais conflitos envolvendo pescadores da lagosta. A comunidade tem aparecido constantemente na mídia como protagonista na polêmica da pesca ilegal do crustáceo que representa, ainda, a principal fonte de renda do município. Essa imagem negativa, criada pela sequência de fatos gerados pela captura de embarcações que pescam de forma ilegal e que são apreendidos por pescadores daquela comunidade, deu à praia de Redonda o rótulo de local pouco "amigável" para se visitar. Muitas pessoas, principalmente de outras comunidades do município,  afirmam ter medo de frequentar a praia devido a agressividade mostrada por alguns moradores de lá durante os conflitos mais violentos acontecidos recentemente.



A praia continua recebendo turistas em suas barracas, no entanto a diminuição no movimento foi perceptível, algo que pode ser atribuído a sazonalidade. A crise gerada por estes conflitos e a repercussão dos acontecimentos podem também ter assustado os turistas que tinham a praia de Redonda como ponto certo de tranquilidade, paz e sossego. Tudo isso ainda existe por lá. Durante esses três dias, fui abordado uma única vez por uma pessoa que me pediu algumas moedas. Ele estava na porta de uma mercearia e na dúvida, dei-lhe alguns trocados. No sábado fui com meus amigos da comunidade de Redonda para o "reggae", ponto de encontro de jovens que procuram diversão e muita música. Lá, em nenhum momento fui abordado ou incomodado. Pelo contrário, muitos dos que lá estavam nos cumprimentavam de forma simpática e receptiva.


A rotina dos pescadores me pareceu inalterada e muito tranquila. Uns fazendo reparos em seus barcos, outros consertando os materiais de pesca (manzuá). No domingo à tarde, fui surpreendido por uma grande movimentação de moradores da comunidade: mais um barco que possivelmente pescava de forma ilegal na área havia sido capturado e a notícia corria rapidamente entre os habitantes, numa espécie de convocação. No entanto, mesmo diante de uma multidão à beira da praia arrastando com as próprias mãos um barco que pesa algumas toneladas, o clima era de uma tranquilidade total. As pessoas parecem ter se acostumado com aquela cena e agiam naturalmente. Um ou outro mais eufórico mencionava palavras de indignação e repúdio aos pescadores ilegais, mas nada de exageros que pudesse conturbar o movimento. A polícia presente no local apenas "organizava" o vai e vem de pessoas e veículos. Depois de arrastarem o barco e enfileirá-lo junto a tantos outros já capturados, a multidão se dispersou e cada um voltou a seus afazeres e a tranquilidade voltou a reinar, deixando apenas a paisagem exuberante e o esplendor azul do mar seduzir os visitantes.

A praia de Redonda tem características únicas e próprias. As pessoas são organizadas e unidas quando se trata de questões de interesse comum, como no caso da pesca ilegal. Esquecendo esses episódios que marcam a luta daquele povo pela sobrevivência, a praia continua bela e encantadora. As pessoas têm um sorriso franco estampado no rosto e sabem como ninguém acolher quem os visita. 

Como em toda cultura, devemos respeitar os costumes, hábitos e ideologias da comunidade de Redonda e aproveitar tudo que ela tem de bom: seus infinitos cenários e, principalmente, as pessoas que são tão encantadoras quanto aquela praia que mistura encanto, magia e admiração.

Visitem a praia de Redonda sempre.

7 comentários:

jessica disse...

oi...no domingo foi apreendido o barco ''NUMEROS''por pessoas da redonda...que vitimaram os pescadores com xingamentos...não sei pq pegaram a lancha numeros pois indice de inrregurlamento não há,e nem a lancha numeros estava no mar da redonda e sim do mar de aracati....deram dois tiram...e ainda mais ficaram com todos objetos pessoai dos pescadores,incluindo celulares e etc...agora eu pergunto...pq q ninguem faz nada?e outra coisa os pescadores da lancha só não morreram por causa de uma viatura q se protificou no local...pescadores da lancha numeros disseram q essas pessoas disseram q que ''não vamos jogar esses pescadores aqui pois cadá mandou soltar em outro local...gente KADÁ POR TRAZ DE TUDO ISSO...e outra coisa vinham para pegar o barco de raimundinho..do mercantil só q viram q era o numeros ,,,e ainda continuaram com o barco...
AUTORIDADES NÓIS VOS PEDIMOS Q TOMA PROVIDENCIAS DO CASO POIS JÁ AVISARAM Q VAI TER MORTE...E OUTRA COISA JÁ AMEAÇARAM DÁ UMA PISA EM KADÁ...E SÓ VÃO DESCANÇAR DEPOIS Q MATAREM TODOS OS REDONDEIROS

jessica disse...

E OUTRA COISA NÃO É SÓ 1,2OU 3 BARCOS Q ESTÃO APREEDIDOS POR PESSOAS INSENSIVEIS...SAO 16 BARCOS E O Q AS AUTORIDADES FIZERAM? NADA.
ESSA É A REALIDADE DA PRAIA E OS PESCADORES DE REDONDA..
ESPERO Q VEJAM MEU COMENTARIO...
UM BEIJO...
JÉSSICA REBOUÇAS

Emilio Konrath - Catamaram Mås disse...

Muito bom Claudimar. Isto que vc percebeu neste final de semana, eu tenho percebido nestes 11 anos que moro na Praia Redonda. O povo que aqui mora e trabalha é igual ao povo de qualquer parte do mundo. Aqui tem gente boa e gente má, tem gente trabalhadora e gente preguiçosa , tem gente honesta e bandidos. Como há na maioria das familias.
O problema da pesca ilegal não pode ser limitado ao mar da Redonda, ou apenas a Praia Redonda. Este é um problema economico, ecológico e social.
Infelizmente estas ocorrências denigrem a imagem da nossa comunidade, mas sem elas a situação economica estaria terrível.
As pessoas ainda não se deram conta que a solução do problema é fácil. Basta que se cumpra a lei.

A voz de Iguatu disse...

A PF tem que prender os chefes dessa quadrilha, doa o que doer, se é Kadá ou Kamundo, não interessa, tem que ser feita a justiça.

Emilio Konrath - Catamaram Mås disse...

Vc está certo "Voz de Iguatu", mas quem irá prender os praticantes da pesca ilegal?

elisa disse...

odiei o comentário dessa idiota da jéssica,se está tão ofendida pq ela não vai pra redonda pra ela ver o q é bom ter justiça... e ela deixer de falar de cadá e kamundo q eles dois não tem nada a ver com o q os pescadores fazem não,apenas eles fazem a justiçar para o q o certo e não o errado

jessica disse...

ORA SE VC Ñ SABE RESPEITAR A OPINIÃO DOS OUTROS NAUM POSSO FAZER NADA QUERIDA.PRIMEIRO EU Ñ SOU IDIOTA ,IDIOTA E BURRA É VC Q AINDA QUER TAPAR O SOL COM A PENEIRA...E QUEM ESTÁ POR TRAZ DE TUDO ISSO REPITO,E CONFIRMO QUANTAS VEZES VC QUISER Q O CUPADO POR TUDO ISSO É KADÁ E KAMUNDO..DEUS ME LIVRE DE IR PRA REDONDA FAZER O Q AI...MATAR OS POBRES PESCADORES..PREFIRO FICAR AQUI ONDE MORO MESMO..AGORA É FACIL FALAR NÉ ELISA AGORA EU QUERIA VER SE FOSSE SEU PAI ALGUM PARENTE SEU..