sábado, 22 de janeiro de 2011

Artigo: E AGORA JOSÉ?


            Mauro Alexandrino Marciel da Costa*
 
Esta semana a cidade de Icapuí, mais precisamente no dia 22 de Janeiro de 2011 completa 27(vinte e sete) anos de Emancipação Política. Quando enveredamos pela temática política paira no ar as diversas manifestações realizadas desde o momento em que nos tornamos livres do domínio daqueles que nos deixavam a margem do crescimento, da cidadania, da qualidade de vida, enfim, de tudo aquilo que era necessário ao exercício pleno de nossos direitos e deveres.

Falar sobre nossa história é muito salutar, pois nosso povo aprendeu, viu, ouviu e sentiu ao longo dos anos as transformações realizadas em nosso meio a partir de políticas públicas inovadoras, capazes na época de garantir a qualidade de vida tão almejada e os anseios tão esperados de nosso povo. Não podemos esquecer que nesse meio político sempre estiveram presentes famílias, personalidades, partidos políticos, todos com seus ideais, pensamentos e interesses. Ainda nessa linha podemos destacar a ação de dois principais partidos, claro que não esquecendo a contribuição dos demais; mais peço licença para aqui tecer comentário a respeito do Partido dos Trabalhadores – PT e do Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB, não esquecendo seus principais líderes e militantes. 

Durante 20(vinte anos) o Partido dos Trabalhadores governou os rumos da Canoa Veloz, liderada por José Airton Félix Cirilo da Silva, seguido por Francisco José Teixeira (Dedé Teixeira). Nesse momento de nossa história, Icapuí passava por mudanças significativas em todas as áreas, a estruturação administrativa, física e social foi criada, os sonhos alimentados, políticas públicas pensadas e executadas. Nosso povo passou a ganhar auto-estima, vontade de vencer e crescer. Passou o tempo e as administrações foram ficando um pouco apagadas, não se via mais o brilho no olhar daqueles que a referendavam. Era chegada a hora de mudar o que estava posto. Ai estava à grande reflexão: E agora José? Para onde vamos? O que faremos? Como faremos?

Essas perguntas nos fizeram trilhar caminhos que culminaram na mudança desejada. Essa trouxe consigo outro partido e lideranças distintas para guiar nosso povo. Essas mudanças tão sonhadas, pedidas, se tornariam realidade com a vitória do PSDB, através de José Edilson da Silva (Irmão Edilson), o novo timoneiro dos rumos da Canoa. Com o passar dos meses, começamos a perceber as grandes diferenças entre o passado e o presente, pois agora estávamos começando a ver que as mudanças prometidas não conseguiam sair do discurso, que até então era vago e não muito contagiante. Era hora de preocupação com o futuro de nosso povo. Apesar dos desmandos, falta de resolutividade dos problemas, mais uma vez nosso povo referenda o gerenciamento agora dado a Icapuí, esperando que anos melhores pudessem vir. Que pena! Não se concretizaram na prática ainda essas esperanças. Vivemos um momento difícil em nossa terra, onde podemos dizer o que jargão usado “passar o rodo” pode efetivamente ser aplicado, pois vemos esse tal de rodo destruindo nossa história, nossos sonhos, nossas escolas, sistema de saúde, abastecimento de água, cidadania, e, nosso povo ainda dorme para o momento em que estamos inseridos.

Lembro bem do tempo em que cantávamos eufóricos a liberdade conseguida, os objetivos alcançados, a cidadania exercida, os prêmios conseguidos e a reputação visualizada. Hoje estamos acanhados, vendo os erros e nos calando, saindo às ruas e não mais cobrando. Eu pergunto: onde está aquele povo que lutava e clamava por seus ideais? Será que tudo que foi construído foi esquecido?  Vivemos como diz o saudoso Azarias na letra da música Para Alcançar: “um tempo de muita provação, lutar é preciso pelo nosso chão”. E agora José? Que rumos a nossa cidade tomará? Será que estaremos fadados aos mesmos partidos? Aos mesmos líderes? Não seria a hora José de mudar de verdade? Como seria essa mudança?

Para finalizar gostaria de salientar que nosso povo deve estar mais atento para o futuro, para que não caiamos novamente na mesma história, nas mesmas desculpas, na mesma ladainha do partido a, b, c ou d. Precisamos com urgência de uma política libertadora onde todos possam dar sua opinião, participar da forma que podem e sabem, onde os compadrios e conchavos não estejam acima do bem comum, e, que nós possamos daqui a alguns anos nós orgulhar mais ainda de sermos Icapuienses; assim poderemos novamente direcionar a barca para bons ventos. E agora José?

   * Mauro Alexandrino Marciel da Costa é Licenciado em Geografia e Especialista em Educação pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN, professor efetivo da Prefeitura Municipal de Mossoró, do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Faculdade do Vale do Jaguaribe – FVJ.

15 comentários:

Professor Wellington Pinto disse...

E agora Zé Airton?
E agora Dedé Teixeira?
E agora irmão Edilson?
Tá na hora de deixar de lado as rivalidades políticas e partidárias, e trazer de volta a "esperança" desse povo que tanto fizeram tanto pelos três,a tal ponto de confiar os destinos da Canoa, é um momento de reflexão para os três...

Marquinhos disse...

Mauro, seu artigo esta ótimo, maravilhoso, representa nossas ideias.

amadeu disse...

Professor Mauro seu artigo está bom em parte, só que essa reflexão está meio tendênciosa para o lado do PT, paratido o qual o senhor faz parte.

amadeu disse...

Marquinhos essa sua revolta com a administração é só pq cortaram os seus gordos salários? Deixe o povo comer um pouquinho em paz.

Wallyson Honorato disse...

Dois artigos muito bons, tanto e de Mauro quanto o de Marcelo. Mas fica aqui uma questão em minha cabeça a respeito de muitos falaram em “novo”;alguém novo;políticas novas;que jovens se interessem pela política pois é o futuro, mas se alguém novo entra não da certo, não vence só se for apoiado por alguém "velho". uma vez falei para um amigo meu que tem boas idéias e intenções que se ele se candidatasse eu votaria nele, mas ele não foi. Na ultima eleição tivemos a chance de mandar "novos" com novos pensamentos e idéias para a câmara, mas com uma pequena exceção entrou "novo" o que vemos são quase as mesmas caras e/ou apoiados por "velhas" caras.
Uma boa reflexão é: Se queremos e falamos no "novo" apoiemos o "novo".

Mandou bem Mauro e Marcelo.

Antonio Edson disse...

Olá Mauro, tenho que concordar com vc, mais faço uma ressalva, todos estes conchavos que ai estão é um mal nescessario de todos os Governos inclusive o governo do PT, não existe aministração perfeita,nem queira que acreditemos em utopia, o que estamos vendo e o resultado de uma escolha equivocada e uma curriola de Jabutis e Abutres corroendo o futuro de uma sociedade oprimida e sem rumo. O povo perdeu a direção da barca? abraços, Kenedy Franco.

amadeu disse...

o semana do município maravilhosa ontem, a praça tava lotada de turista e o povo praiano compareceu para ver o concurso , da mais bela voz de Icapui , parabéns prefeito maravilhosos e abençoado por deus enquanto mais eles ti julgam mais Você trabalha por essa terra maravilhosa,

Prof. Mauro disse...

Caro Amadeu, desculpe se minha reflexão pareceu tendenciosa, mais gostaria apenas de ponderar algumas coisas relatadas por você no comentário. Em primeiro lugar não faço parte do PT, segundo; as comparações foram feitas para que a reflexão pudesse ocorrer, e, terceiro gostaria de poder comentar alguma produção sua, pois até agora só vejo comentários muito mais tendenciosos do que o meu texto.

José Lima Dias Júnior disse...

Olá Prof. Mauro,

Entre caminhos e descaminhos segue a política brasileira. E, Icapuí não está distante desta realidade. Portanto, icapuienses, a rotina deixa as pessoas reduzidas, é preciso ultrapassar, dinamizar para transformar o "velho" no "novo". Vocês não podem silenciarem diante dos atos e dos fatos político-administrativos, é necessário mudanças. Não se deixem levar por uma política, ideologicamente dominante, que oculta para homens e mulheres a gênese histórico-social da realidade. Contudo, a ideologia, enquanto poder de dominação mantêm os homens presos/atados ao sistema de sociedade ao qual estão submetidos. É preciso mudar.

Avante Icapuí!

Prof. Lima Júnior

Prof. Mauro disse...

Muito boa a sua reflexão Wallison, não tinha visto o processo dessa ótica. Obrigado pela alerta.

JEFSON REIS disse...

Amadeu, o governo do PT ( DEDE TEIXEIRA e JOSE AIRTON ) com certeza poderia ter sido muito melhor, mas absurdamente foi muito melhor do que o do PSDB ( EDILSON ) os numeros nao mentem, hj nao temos educacao de qualidade , a suade esta precaria , falta de agua ,esporte praticamente nao existe, sao varios fatores que comprovam que essa administracao esta em decadencia cada vez mais, eh preciso dizer que o governo do PSDB nao faz praticamente nada, por isso acho que um governo nao deve ser comparado com promessas e sim com realizacoes, porque promessas o PSDB fez demais, nao que o PT tenha sido perfeito mas, fez e muito por ICAPUI tivemos erros graves e por isso perdemos as eleicoes , o povo queria mudanca. Enquanto em ICAPUI nao surgir uma nova forca politica de sustentacao popular, vamos viver a mercer de pessoas que simplesmente so olham para interesses economicos e finaceiro proprios. ICAPUI precisar renovar seu quadro politico. Abracos...

amadeu disse...

caro Jefson reis, Você não conhece a realidade do nosso município, pois faz tempo que mora fora do Brasil e não e de estranha que o senhor, defenda o a desastrosa e vergonhosa e maquiavélica, administração do seu tão querido cunhado, o senhor DeDe teixeira .

procad disse...

(José Marcelo) - Muito bom Mauro o seu texto. Eu o interpreto como uma complementação daquilo que, certa forma não ficou claro. Quero também dizer que concordo com as palavras de Wallyson Honorato, “vamos apoiar o novo”.

joaopedrolino disse...

concordo com vc pº weliton pinto tem que deixar as rivalidades politicas para tempos de politicas agora temos que ajudar anossa barinha que estar sofrendo com a vanço do mar e acabando comas casas de moradores que não tem para onde ir

E agora Zé Airton?
E agora Dedé Teixeira?
E agora irmão Edilson?

amadeu disse...

Joaopedro, Zé Airton e o prefeito Irmão Edilson já estão resolvendo o problema da barrinha, Falta Dede teixeira ajudar. Estamos esperando.