terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Prefeitura de Icapuí demite prestadores de serviços e cargos comissionados

A Prefeitura Municipal de Icapuí iniciou hoje (4/1) um plano de contenção de gastos, principalmente com folha de pessoal. A medida inclui a demissão de prestadores de serviços contratados e ocupantes de cargos comissionados, redução do número de veículos alugados e o enxugamento de gratificações concedidas a servidores efetivos. O blog ficou sabendo que só permanecerão prestando serviços apenas alguns funcionários considerados imprescindíveis para o funcionamento da prefeitura ou que forem remunerados por programas sociais que a Prefeitura tem parceria.

A decisão partiu de uma reunião dos secretários junto com o Prefeito Irmão Edilson ontem a tarde. A partir de hoje os secretários municipais estão realizando reuniões com todos os servidores efetivos e contratados para avisar das medidas que serão tomadas.  Já aconteceram com as equipes da Secretarias da Educação e Cultura, Asistência Social, Gabinete do Prefeito e de Obras, Serviços Públicos e Urbanismo. Amanhã acontecerão as reunições nas Secretarias de Ciências e Tecnologia, SAAE, Turismo, Administração e Desenvolvimento e Meio Ambiente.

Segundo informações não-oficiais, a razão para a conteção de despesas são as dívidas acumuladas no ano de 2010, principalmente com os salários dos prestadores de serviços, tendo em vista o excesso que existe dentro da Prefeitura. Alguns tem cerca de cinco meses de salários atrasados, como no caso da Saúde. Todas os órgãos municipais diretos tem problemas com atraso de pagamentos de servidores. A indecisão se teria ou não Festa de Reveillon no município se deu por esse motivo. Também existe uma pressão interna dentro do governo para que haja troca de secretários.

A Prefeitura Municipal de Icapuí emprega hoje boa parte da população ativa do município, que não têm outra alternativa de renda. A notícia pegou todos de surpresa e vem causando euforia nos atingindos diretamente e, também,  nos que dependem indiretamente dos assalariados da prefeitura. A economia local certamente sentirá o efeito dessa demissão em massa. O número de prestadores de serviços e cargos comissionados é de aproximadamente 650 pessoas. 

O periodo de contenção de gastos será durante os meses de janeiro e fevereiro de 2011, conforme o blog A Cidade Icapuí averigou. Durante esse prazo, a prefeitura pretende normalizar suas contas e estabelecer novas contratações de acordo com a necessidade da prestação de serviços no município.

O blog buscará mais informações oficiais sobre a decisão de demitir os prestadores de serviços e cargos comissionados. Outras noticias sobre o fato, publicaremos neste espaço.

Texto de Adolfo Maia

4 comentários:

Prof. Mauro disse...

Acredito que a medida é bastante plausível, pois se formos analisar é melhor ser demitido do que trabalhar e não receber.

Nosso município precisa e isso não é apenas de hoje; de uma política que vise a contratação temporária somente em casos de necessidade. O que vemos é um bando de pessoas recebendo sem cumprir expediente por ser ou ter votado em alguém ligado a administração. Isso é uma afronta ao povo, aos servidores efetivos, e, principalmente aos prestadores de serviço que realmente trabalham.
Espero que essa medida possa de fato restabelecer as contas da PMI, senão será mais uma medida realizada em vão, como muitas outras já tomadas anteriormente.

Nubia disse...

Eu como nova moradora da cidade, e participante fiel deste blog, me assusta essas coisas que acontecem aqui na cidade de Icapui. Como o Prefeito faz com esse povo, humilde, e credores da sua própria religião. com é que um homem que diz que é temente á Deus, trata com descaso sua própria cidade, deixando profissionais desempregados,ou não escolhendo profissionais de verdade pra administrar orgãos, onde contratam pessoas qualificadas, não pessoas que tem parentes precisando de emprego, temos pessoas estudando, temos pessoas se formando para ocupar vagas necessárias para o minicipio. E pessoas que trabalham e passam meses sem receber, isso é uma desumanidade, todos tem conta pra pagar, e se trabalha só tem esse dinheiro pra contar. Enfim vai minha revolta, minha queixa com essas coisas absurdas, que por enquanto só vejo acontecer aqui. Núbia de Gomes.

Sérgio Araújo disse...

O que me deixa irritado é o fato de algumas pessoas que foram demitidas dizer nas esquinas que a culpa é do PT e do Dep. Dedé Teixeira. No entanto fico mais tranquilo pois sabemos que são apenas algumas pessoas.
O prefeito municipal tem que assumir a responsabilidade sobre este ato. Que acontece devido à situação financeira da PMI, que é insustentável, e o jeito é colocar todos os prestadores de serviços pra fora por não ter coragem de colocar quem não estar trabalhando de fato, apenas vai receber o dinheiro no banco. Olha que não são poucos...

Emilio Konrath - Catamaram Mås disse...

E olha que os que apenas vão buscar o dinheiro no banco vão continuar buscando.