quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Artigo: São nove, noves fora, zero.


Por José Marcelo
Tecnólogo em Saneamento e Recursos Hídricos.

Foto: Adolfo Maia

Parece o peso que temos no legislativo. Afinal, quem são os vereadores de Icapuí?

De antemão, não estou aqui para defender ninguém e nem passar a mão na cabeça e fingir que está tudo certo.

Se este governo anda de mal a pior, então, por que os vereadores, aqueles que deveriam fiscalizar e defender a população, cujo cargo que eles ocupam o povo lhes confiou, não o fazem?

Essa ausência de iniciativas por parte do legislativo também é preocupante. Vamos refletir sobre a “coerência”: o papel do vereador é, pelos menos na teoria, analisar e aprovar o orçamento, fiscalizar a aplicação dos recursos municipais e, estabelecer ou decretar as leis para o cumprimento da cidadania. Diante disso, vamos agora refletir sobre como está a situação do governo atual. É um desastre! Só não para aqueles com ausência de neurônios ou que com um parafuso a menos na cabeça, e que não enxerga um palmo a frente do nariz.

Então, se não há conivência, existe pelo menos incompetência por parte daqueles que deveriam estar exercendo seu papel de pessoa defensora de seu posto e o mais importante, de seu povo.

Eu li um texto sobre política escrito no início da década de 80, onde me dizia que “os cidadãos escolhidos pelo povo, através do voto, para defender e criar meios de melhorias para a população poderiam ser jovens ou adultos, sem distinção de raça ou cor, mas que acima de tudo que estivesse envolvido com os interesses da sociedade”. Isso é uma coisa bem básica, não acham?

Pois bem, a linhagem de vereadores que temos não é uma das melhores safras que já tivemos. Não posso e não devo generalizar, pois assim estaria cometendo um grande erro, temos pessoas boas e de boas idéias só que existe algo patológico dentro da política, algo que corrompe. O pouco que consigo entender é que por traz das sextas de plenárias, o que existe é um maldito jogo político, onde sempre quem perde é o povo de Icapuí.

É incrível e lamentável termos pessoas tão jovens na câmara e tão carentes de posição, de idealismo, de postura, de compromisso, de sensibilidade e sabedoria, enfim de caráter. Temos ainda hoje, vereadores conduzindo o seu papel de forma arcaica, servindo o povo no anonimato, no individualismo, e esquecendo o seu verdadeiro dever: atuar para o bem comum.

A patologia supracitada deve ser eliminada. Desta forma, reafirmo minha posição com o mesmo discurso já dito antes: Precisamos de pessoas comprometidas com a sociedade Icapuiense, pessoas de bem que devemos preservar desta perversa patologia chamada “corrupção”.

10 comentários:

Ursula Maia Icapuí disse...

Para Vereador "Jóse Marcelo" ele realmente ve o que esta errado mas vamos ver se faz. porque falar é facil dificil é fazer !!!
Discurço bonito muitos tem o problema é conseguir alguma coisa estando lá e com esse discursinho meu amigo que todo mundo já conheceé meio fraco sei não viu.
Até parece discurso de vereador que quer derrubar os outros pra se eleger!!
Esta ate usando a tatica de morder e assoprar!

ESF disse...

Quando li esse texto me veio logo a cabeça aquele poema de Cecília Meireles “Ou isso ou aquilo”, pois, não sei se fico feliz pelas palavras precisas, aquelas situações em que a gente diz “essa foi na ferida” ou se fico triste em constatar a situação lastimável que a administração pública está deixando Icapuí ficar. Eu que já morei por lá e retorno de vez em quando para visitar os amigos, não poderia deixar de dar o meu apoio ao colega pelo tiro certeiro dado com inteligência com a análise da situação de descaso total do legislativo em exercer o seu papel de defesa do bem público e dessa população batalhadora e trabalhadora de Icapuí. Que quer buscar o melhor para seus filhos. Vamos mudar essa situação!
Um grande abraço a todos de Icapuí.

Professor Celestino disse...

Companheiro Marcelo, gostei do seu texto, é uma excelente reflexão, mas tenho algumas ponderações que acho salutar, até porque acho muito interessante o debate, e para se ter o debate se faz necessário mais de um debatedor. O que você diz em parte é verdade, mas parte precisa ser ponderado, não sei em quem você votou para vereador, mas eu, particularmente, tenho muito orgulho do trabalho que vem sendo realizado pelo parlamentar do PC do B. Todos nós sabemos ou deveríamos saber que no legislativo, quando a oposição é minoria ou uma maioria fictícia como no caso de Icapuí, determinadas coisas se tornam inviáveis, pois existem matérias que precisam de maioria simples e outras que precisam de dois terços e na atual conjuntura do legislativo de Icapuí, a “maioria” que se tem não funciona de forma efetiva. Entretanto, no caso do parlamentar do PC do B Marcos Nunes, temos buscado, na medida do possível, desempenhar uma postura política onde nossos objetivo é fazer a diferença no curso do mandato, fiscalizando e denunciando responsavelmente na tribuna e através da imprensa, buscando o Judiciário através do Ministério Público Municipal, Estadual, Federal, do TCM e até da Procuradoria Geral do Estado.
O mandato do companheiro do PC do B não tem se resumido apenas o que está acima citado, o que já seria de bom tamanho, mas se você tiver o cuidado de ver o blog: www.vereadormarcosnunes.blogspot.com, você vai identificar que o vereador Marcos Nunes tem buscado inclusive desenvolver ações que vão desde a cobrança de melhorias dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia móvel, passando pela cobrança abusiva da taxa de Iluminação Pública, culminando com a luta pela construção da estrada que liga Icapuí á Jaguaruana.
Aposto na sua consciência, pois os seus questionamentos refletem plenamente a insatisfação da grande maioria dos icapuienses, você representa mais um que insiste neste sonho coletivo de um dia inserir nosso Icapuí neste projeto nacional de desenvolvimento, onde o PC do B é também um dos partidos protagonistas na construção e na valorização da dignidade humana e, conseqüentemente, Marcos Nunes é a nossa expressão maior em nosso município deste propósito político!
Um grande abraço!

Ursula Maia Icapuí disse...

Gosto muito dos seus textos viu Zé modesto opa desculpe Celestino!!
Abraçosss!!

procad disse...

Ursula, eu não pretendo me candidatar a algum cargo público, quem sabe no futuro, as coisas e os pensamentos mudam e é com este pensamento que lhe afirmo: devemos estar amadurecidos nos momentos em que for preciso tomar decisões e expressar suas idéias. Estou aqui como filho de Icapuí expressando aquilo que muitos jovens querem dizer, e o blog nos dá esta possibilidade. Expresse suas idéias também, faça comentários construtivos, do tipo que possa levar os leitores a um debate notável.
Viver em um país, onde, por exemplo, as leis ambientais, revelam que o dinheiro está acima da própria lei “se posso pagar, eu posso fazer” nos faz compreender que a política pode ser fácil de entender, agora entender o jogo político pode ser mais difícil do que podemos imaginar. Afinal, “vivemos no país que é proibido capturar pássaros, porém é permitido vender gaiolas”.
[José Marcelo]

procad disse...

Aprovo o seu argumento Professor Celestino e é por isso que eu “não posso e nem devo generalizar, pois existem pessoas boas e de boas idéias” que precisam de uma boa equipe e apoio para poder exercer o seu trabalho.
No mais, fora de contexto, fica a lembrança de quando eu era seu aluno na Escola Gabriel, onde me recordo daquela expressão: “olha o mercado!” citada nos momentos em que a turma não se comportava adequadamente. Abraços professor.
[José Marcelo]

Prof. Mauro disse...

Muito bom o texto, porém cabe ressaltar que o Poder Legisltivo em nosso município, acredito, tem melhorado o que diz respeito ao debate, pois o mesmo é realizado de forma mais profícua. Pena que muitos de nossos vereadores tenham ainda um discurso pouco convincente, limitado apenas a apontar os erros,e, as vezes esquecendo de promover um debate mais amplo, que possa sair das paredes do Plenário José Borges dos Reis. Espero que nessa nova Legislatura a Mesa Diretora recentemente eleita possa de fato por o Legislativo nos eixos, fazendo mais seções, indo as comunidades, promovendo Audiências Públicas, votando matérias de interesse da população, punindo os vereadores faltosos e realizando o Concurso Público para que esse serviço saia da informalidade e dos conluios da polílita, podendo ser prestado por servidores de carreira, construída a partir de sua aprovação no certame. O que é relatado no texto é salutar, porém devemos amdmitir que apesar das falhas, nossa Câmara possui alguns vereadores merecedores de nossas homenagens.

Ursula Maia Icapuí disse...

Acho engraçado que nimgue pode ter opinião contraria aos intelectuais como vc, e SIM vc foi muito infeliz em seu artigo! PONHA A MÃO NA consciencia e reflita ja que vc tem tanta capacidade mental para postar tanta babaquise!!
Zé marcelo!!

anaalice disse...

Marcelo gostei do seu artigo muito bem esclarecido. Concordo plenamente com a opiniao do Celestino alias grande professor Celestino....o Marcos Nunes e um vereador de dar orgulho... parabens...... e quanto a Ursula eu a entendo tbm e respeito a sua opiniao... entao que reine a PAZ... GOD BLESS ALL.

amadeu disse...

parabéns,
Jose Marcelo pelo artigo que em parte reflete o pensamento, da grande amioria do nosso povo a respeito de algums veriadores do nosso municipio ,não querendo generalizar pois temos ainda bons veriadores .