terça-feira, 29 de março de 2011

Parlamentares destacam a importância da organização das cidades

Deputados participam do debate
O deputado Heitor Férrer (PDT) parabenizou o tema escolhido para o encontro sobre Vida, Mobilidade e Felicidade Urbana, realizado nesta terça-feira (29/03) no Plenário da Assembleia. “Estamos diante de uma cidade em que todos reclamam do caos no trânsito. O passageiro que sai do Aeroporto Pinto Martins chega a Recife, toma banho e dorme antes de alguém que sai da Parquelândia e vem para a Aldeota” disse. Para o deputado, o problema não se resolve com abertura de ruas, “mas com transporte de massas efetivo”.

A deputada Patrícia Saboya (PDT) parabenizou o presidente Casa pela iniciativa de realizar o evento organizado pelo Inesp. Ela disse que ficou impressionada com a palestra do PhD em Arquitetura e Planejamento Urbano, Robert Cervero. O técnico abordou as questões dando exemplos de cidades do mundo que conseguiram se organizar priorizando não os carros, mas as pessoas. Patrícia lembrou que foi candidata a Prefeitura de Fortaleza e ofereceu uma proposta inovadora sobre mobilidade urbana, elaborada pelo arquiteto Fausto Nilo.

Para ela, há um equívoco quando se imagina que, quanto mais estendida a cidade, melhor para a população. Patrícia observou que uma cidade organizada desta forma, significa aumento do preço do transporte e a necessidade de mais infraestrutura.

O deputado Dedé Teixeira (PT) contou que uma das coisas mais importantes que foi construída em Icapuí, cidade do litoral leste cearense, onde ocupou a Prefeitura, foi a felicidade. “Introduzimos a gestão voltada para a melhor qualidade de vida e a cidadania. A gente conseguiu implementar este sentimento de apoderamento de uma cidade que queremos construir, elevando a alto estima e fomos referência nacional”, acentuou.

Para Dedé Teixeira, as cidades mais populosas deveriam ter pensando em planejamento há 40 anos. “Não houve esse planejamento por causa dos gestores sem essa visão. Que soluções poderíamos adotar?”.

Já o deputado Delegado Cavalcante (PDT) disse que os centros urbanos brasileiros têm situações complicadas. Ele observou que no final da avenida Beira Mar há dois edifícios dentro da praia. E 100 metros adiante, há um prédio construído sobre dunas. “Temos problemas gravíssimos, porque faltam técnicos nas prefeituras. A maioria dos cargos é ocupada pela política partidária. Não há o critério da competência”.
JS/AM


Fonte:Agência de Noticias da Assembleia Legislativa
e-Mail:agencia@al.ce.gov.br
Twitter:@Assembleia_CE

Um comentário:

tiago disse...

Felicidades de poucos, e apoderamento tinha muito pelo um grupo de pessoa altamente ligadas a gestão.