sexta-feira, 22 de abril de 2011

Barcos de fiscalização da pesca predatória são liberados e comunidade de Redonda comemora

Retirado do blog "Icapuí Em Foco"


Depois de 7 meses distante da comunidade de Redonda, os principais instrumentos utilizados para a fiscalização da pesca ílegal da lagosta no municípío de Icapuí regressaram à sua pátria. Apreendidos pela Polícia Federal em setembro do ano passado, os barcos foram liberados e recebidos com festa pelos moradores da comunidade por volta do meio-dia de ontem. Centenas de pessoas começavam a se concentrar na praia desde as 7:00h da manhã.

Emocionado, o pescador Raimundo Nonato da Silva, conhecido na comunidade por Camilo, expressou sua alegria em presenciar tal acontecimento: "Tenho esses barcos como membro da minha família. Ainda não estou acreditando que eles estão a caminho daqui. Precisamos muito deles para controlar a pesca predatória na nossa área de pesca", afirmou.

o Secretário de Pesca do estado do Ceará e ex-deputado federal, Flávio Bezerra, que veio trazendo os barcos junto com vários pescadores, foi ovacionado pela multidão que o esperava ansiosamente. O mesmo carinho e gratidão foram atribuídos ao vereador Cadá, que, juntamente com o Kamundo, foram os grandes baluartes na luta pelo retorno dos barcos. Com a chegada das embarcações, todos começaram a se concentrar na boca do povo, onde teve o discurso de autoridades, lideranças e pescadores. Além do Secretário de Pesca e lideranças da comunidade, estiveram presente o vereador Marcos Nunes e o presidente do PCdoB de Icapuí, Celestino Cavalcante. Este cumprimentou carinhosamente os pescadores e aquele discussou parabenizando a comunidade pela sua organização.

Em virtude do período da Semana Santa, os pescadores celebraram a volta dos barcos tomando vinho de diferentes qualidades.

Um comentário:

DOMIKADO disse...

Os pescadores de Redonda sao as pessoas mais incrivel que eu conheço no Brasil, eles sao meus amigos e confio muito na luta que eles levam na preservaçao do territorio.

Seria o projeto mais lindo se esse territorio fosse realmente protegido. Isso seria para a municipalidade e o Ceara um projeto forte e economicamente muito importante.

Hoje cuidar do social e do meio ambiente é um négocio importante.
Génera um turismo de grande qualidade que participa ao desenvolvimento e aos intercambios culturais.

O MAR tem que se recyclar para que os peixes, as lagostas voltam a se reproduzir. Nao podemos mais esperar.

Todos temos que participar com nossa propria conciencia e nada mais.

Dominique