quarta-feira, 8 de junho de 2011

Artigo: Fé e tabu - uma nova visão sobre o Protestantismo

Por Erika Nunes Freire

Existe um tabu até hoje, mesmo no século XXI, sobre o protestantismo, na verdade sobre doutrinas e costume que os evangélicos seguem e vivem. Parece-me que quanto mais o tempo passa, mais surgem pessoas com o pensamento da época de Cristo, pessoas que pensam que pra ser “crente” precisa ser careta. Crente não usa brinco, nem maquiagem, cabelo curto, calça (no caso da mulher), entre outras desculpas para apenas se esconder atrás do evangelho. Pena que ainda existam pessoas que se apegam a pequenas coisas, ao invés disso devíamos estar nas ruas falando do amor de Deus, nas escolas, nas esquinas, seria muito mais proveitoso do que reparar trajes e comportamentos.

Vivemos no tempo da graça e por ela seremos salvos... Vamos acabar com essa história que só “crente” entra no céu! Cristo foi preparar uma morada e a mesma será para todos. Todos aqueles que anseiam por ela e que após o julgamento de Cristo entrará ou não. Apenas Cristo pode nos julgar!

Deus fala conosco através de nossa consciência, sabe aquela vozinha que acusa quando fazemos algo de errado? É Deus acionando o sinal vermelho! Através dela é que percebemos se estamos no caminho certo ou errado, não existe uma regra, passo a passo para ser morador da Mansão Celestial, o que existe é o Espírito Santo dentro de nós e este nos faz caminhar por caminhos retos. Deus não nos deu uma vida, que cada vez mais está sendo tão curta, para não usufruirmos as coisas que Ele mesmo criou! Se tivéssemos vindo a Terra apenas para adorá-lo, Ele teria nos deixado no céu mesmo, onde ficaríamos por toda a eternidade dizendo: Santo! Santo!

Anseio por esse momento, acredito que viveremos sim após a morte e que nos encontraremos com Jesus na glória, mas enquanto estamos na Terra acredito que devemos viver, sermos felizes, aproveitar as oportunidades e conhecer aquilo que Deus criou, não deixando claro de adorá-lo e agradecê-lo por tudo e todos!

Agarro as oportunidades que Deus e a vida me dá, uso-a da melhor forma possível, gosto de conhecer coisas novas e boas, amo as pessoas que vivem ao meu redor, sendo elas evangélicas ou não, acredito que Deus está dentro do coração de cada um e nós O adoramos da forma que gostamos e acreditamos, não importa se vamos a igreja todos os dias ou apenas nos fins de semana, não importa que igreja vamos ou se freqüentamos alguma.

Vivo minha vida intensamente, fico triste quando o tempo escorre pelas minhas mãos e deixo escapar algum momento. Tenho Deus comigo, Ele me ajuda na caminhada, procuro viver conforme os ensinamentos cristãos sem radicalismo e me sinto feliz assim. Creio que Deus nosso Pai maior gostaria que vivêssemos em harmonia, quem sabe assim o mundo seria melhor e mais justo!

Erika Nunes Freire

11 comentários:

tarcisio disse...

Muito bem minha filha!!! gostei das suas palavras, vi que você é uma pessoa esclarecida e que não esta presa a dogmas e a tabús e que sabe viver e entender com plenitude a palavra do Senhor. Parabéns.

Arimatea Silva disse...

Parabéns Erica, muito bom seu posicionamento, se todos evangélicos pensassem como você, a vida teria menos preconceitos, mais tolerancia com a diversidade de crenças... A vida é dinamica e não podemos nos prender a regras de dois mil anos atrás. O mais importante na vida é ser feliz e fazer os outros felizes, cultivar o amor.

ClaudiMar Silva disse...

Parabéns Erica,

Você traduziu bem o que muitos pensam a respeito, não só do protestanismo, mas da religião de modo geral. Há além da falta de conhecimento, um preconceito gerado pela desinformação ou incompreensão da devoção e da fé.

Pego emprestado a frase citada por Arimateia, no comentário acima: "O mais importante na vida é ser feliz e fazer os outros felizes, cultivar o amor."


Abraços!

Petrus Freire disse...

Legal Erika, amar a Deus acima de todas as coisas e ao proximo como a ti mesmo!!!!

joao disse...

Erika gostaria primeiramente de lhe parabenizar pelo texto, segundo dizer que vc conseguiu mostrar para as pessoas não só evangélicos como católicos e outros que, servir a Deus não significa viver dentro de uma Igreja e sim fazer o bem sem olhar a quem, respeitar as opíniões e opções contrárias as suas. Penso que agir como a maioria dos que discordam de sua opinião são meramente repetidores de algo que a Biblia diz esquecendo de aplicar na sua vida prática os ensinamentos que nela constam.

Erika disse...

O que seria do mundo se não fosse a diversidade?? Não teria sentido se todos seguissem a mesma religião, uma precisa da outra pra sobreviver, o importante disso tudo é agradecer a Deus e saber que Ele é o dono de tudo... O importante realmente Arimatéia e Claudimar, é sermos felizes, cultivar o amor!!!

Herivelto disse...

Bom dia Erika,
Fico feliz em lhe ver cheia de alegria, e sabendo textualizar seus pensamentos. Como amigo, vou me dar a liberdade de fazer observações sobre o que escreveu. Uma das questões que vc coloca é o "radicalismo". A questão não é ser ou não radical, mas pelo que se é radical. Todos nós em alguma coisa somos radicais. Devemos saber no que. Ainda que seu texto seja eloquente e cheio de entusiasmo, creio que ele seja inconsistente, pois não usa a bíblia para reger o seu pensamento. A graça de Deus não é liberdade de pensamento, mas libertação das Trevas para Sua maravilhosa Luz. Graça não é sensação, mas poder de Deus que nos impulsiona a não pecar e fazer a vontade de Deus. De fato, somos salvos pela graça de Deus, mas continuamos salvos por nossas atitudes. Quanto a consciência que fala conosco, se de fato fosse assim, não precisaria da ação do Espírito Santo, pois consciência todos tem. Apenas como um último conselho, lhe recomendo que quando falar de Deus (se de fato este for o seu alvo), use a bíblia como sua bussola, pois não tenho dúvida que quando assim fizer, verá não só um texto bonito, mas um texto que traz transformação. Lembre-se: os pensamentos mudam; as verdades de Deus não. Bj e sucesso nesta nova empreitada. Herivelto.

Eurivideo disse...

Parabéns Érica pela clareza que você demonstrou nesse texto. Espero que ele sirva de luz para iluminar os corações e mentes de muitos evangélicos que, apesar da luz chamada Jesus, cotinuam na obscuridade do preconceito e da ignorância.

Erika disse...

Agradeço as palavras do amigo Herivelto, Deus é minha bússola e sua palavra também, sou evangélica e amo o Senhor, quando falo da graça de Deus me refiro a seu amor e misericórdia, não merecemos a salvação mas Ele nos dá de graça! Sei que a salvação não é para todos, apenas para os escolhidos, aqueles que anseiam e esperam a volta do Senhor, independente de crenças... Não citei versos bíblicos porque não achei necessário, meu texto se baseiam em pessoas, principalmente aquelas que me cercam. Talvez numa próxima oportunidade eu traga um texto com citações bíblicas e ensinamentos de Cristo. Dessa vez não foi essa minha intenção!
Espirito Santo todos tem não?? Só não tem aqueles que não querem... Assim como a consciência... Bom, opiniões são assim... Gosto da diversidade de pensamentos!

Wallyson Honorato disse...

A PAZ DO SENHOR IRMÃ ERIKA!!!
Muito boa à reflexão o artigo, como queiram chamar. Só tenho uns pontos que divergem, mas é assim, você mesmo fala que gosta da diversidade de ideias. Pois, de algumas observações vou citar apenas uma: "acredito que Deus está dentro do coração de cada um e nós O adoramos da forma que gostamos e acreditamos,". Bem, acho que Ele estar no coração de "TODOS" que deram o passo ao encontro dEle e não o adoramos da Forma que gostamos, mas como a palavra diz que devemos adorar, se não assim é a minha vontade e não a dEle.
Mas creio sim, que de muitas coisas que eram mais doutrinas de homens que palavras de DEUS saíram das igrejas e foi salutar para o crescimento do evangelho.
PARABÉNS!!!!

Aglais disse...

É isso aí Erika, escreveu um artigo maravilhoso, inspiradíssimo; Estamos todos muito orgulhosos de você; acho que foram palavras ditadas pelo seu coração e o Espírito de Deus estava com você; o caminho a ser seguido é este mesmo e digo mais, não precisa fundamentar as suas ideias na Bíblia; apenas escreva o que você sente; deixe essa fundamentação para os Padres, Pastores, Rabinos, etc. Esta à a minha neta querida, vá em frente; um beijo da avó Aglais