sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Artigo: Economia. Icapuí está perdendo uma grande oportunidade

Por Adolfo Maia
Editor do Blog
Coqueirais de Icapui, fonte de renda e desenvolvimento para cidade.
 Foto: Adolfo Maia


O Jornal O POVO em sua edição de 26 de agosto, trouxe uma matéria sobre a produção de cocos no Ceará, com o titulo "Produção de coco no Ceará não atende demanda." Lendo a reportagem, veio a reflexão que Icapuí está perdendo uma ótima fonte de geração de renda para a população, com capacidade para diversificar a economia da cidade, debilmente dependente da pesca da lagosta. Pois existe mercado para produção de cocos.

Icapuí é conhecido como a terra dos coqueirais, e que a visão que moradores e turistas tem do mar de coqueiros é de encantar os olhos. Este mar de coqueiros é um dos cartões postais da cidade, que se pode maravilhar pelo Mirante da Serra do Mar e de diversos outros pontos da cidade.

Já existem algumas iniciativas ocorreram para tentar desenvolver a cadeia produtiva do coco, como a utilização da estratégia de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil e a criação da Cooperativa FRUTICOCO, criada pelos ex-funcionários da antiga fabrica de coco em Cajuais.

No entanto, o que preocupa é que a maioria dos coqueiros da cidade já estão velhos, ainda do tempo em que o coco era uma das principais fontes de renda da cidade, e a capacidade produtiva deles está bem defasada. Para isso é necessário um grande investimento na plantação de mudas de coqueiros, capazes de produzir com maior rapidez e qualidade.

Do coqueiro pode-se aproveitar quase tudo para gerar renda, desde as palhas e canoas para artesanato, desde água do coco, seu miolo para óleos, a quenga que serve para fazer revestimento de paredes  e até a "busca" serve para fazer adubo.

Estamos perdendo uma oportunidade de negócio.

Plantar coqueiros em Icapuí não serve somente para gerar renda com o produto, serve também para outra modalidade econômica da cidade, o Turismo. Como os coqueiros estão morrendo e não são substituídos, já é visível os clarões abertos dentro do Mar de Coqueiros, que tanto encantam visitantes e essa preocupação deve ser conscientizada pelos Icapuienses, que estão perdendo um dos seus símbolos e cartão postal da cidade. 

É necessário investimento, divulgação e capacitação para que os produtores de Icapuí voltem a plantar coqueiros e que consigamos desenvolver a cadeia produtiva do coco na cidade, não servindo somente de fornecedor de produtos in-natura, mas que possamos industrializá-los aqui mesmo na cidade.

Um comentário:

ClaudiMar Silva disse...

Parabéns amigo Adolfo,

Seu artigo chama atenção para uma atividade extrativista que já foi umas das principais fontes de renda deste município. POrém, como bem disse, a não renovação das plantações de coqueiros ao longo dos anos ocasionou o declínio da produção do coco.

Outro ponto importante é o turismo. As belezas dos coqueirais é sim um dos cartões postais da cidade e merece melhores cuidados.

Abraço!