quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Artigo: POLÍTICA X POLITICAGEM

Escrito por Luiz Carlos Porto
Enviado por Pedro josé de souza

 
Política é amar pessoas compromissadamente; politicagem é usar pessoas descaradamente; Política é uma missão totalmente divina; politicagem é uma prática genuinamente satânica; Política implica em respeitar, preservar e defender as instituições para que elas alcancem seus objetivos de promover as pessoas; Politicagem implica em manipular as instituições para que sirvam a objetivos corporativos e pessoais; Política é a arte de estabelecer fundamentos para o futuro a fim de que a próxima geração seja beneficiada, celebrando com gratidão a memória dos estadistas do passado; politicagem é o legado imoral recebido por filhos que dizem sem constrangimento: “estamos curtindo o que nossos pais roubaram do povo no passado”.

Política deságua em fidelidade ante os compromissos feitos com o povo, administrando o bem público para toda a comunidade; politicagem é a arte do cinismo, temperado com ostentação e riquezas provenientes do assalto ao fruto do suor do povo.

Política sempre pensa na próxima geração; politicagem sempre pensa na próxima eleição; Política vislumbra um futuro repleto de justiça e dignidade para todos; politicagem empurra o visionário a se perceber no trono, levando vantagem sobre os outros e sendo o senhor de tudo; Política é generosamente conciliadora; politicagem é maldosamente desagregadora; Política vê o adversário como um provável aliado no futuro, na defesa do bem-comum; politicagem sempre encara o adversário como um inimigo que precisa ser tirado do páreo a qualquer custo; Política caminha por princípios ideológicos e éticos; politicagem ’surfa’ no oportunismo cínico; Política transpira abnegação; politicagem transpira ambição; Política fica exposta na luz da opinião pública e da prestação de contas; politicagem trafega na escuridão da safadeza; Política é determinada, arrojada e não teme defender o que acredita; politicagem fica na moita, em cima do muro e sentindo o rumo do vento; Política reconhece as qualidades dos adversários, elogia publicamente e louva pelos bons serviços; politicagem deprecia, esculhamba e puxa o tapete; Política conquista, com autoridade e testemunho pessoal, o respeito dos adversários; politicagem sempre conquista o ressentimento, o ódio e o espírito de vingança; Política enterra seus militantes com choro de saudade e gratidão pelo inesquecível legado deixado; politicagem faz festa quando seus perversos partem desta para pior. Como diz a Bíblia? Partem sem deixar saudades de si?; Política garante nome honrado, paz de consciência, estabilidade familiar e admiração popular; politicagem implica em nome maldito, consciência atormentada, família arrebentada e população indignada.

Quanto a mim, junto-me a você leitor, que tem envergonhado-se da politicagem, marca registrada por muito tempo em nossa terra, porém, nunca deixou de sonhar, apoiar e trabalhar com aquelas pessoas que amam a política e fazem dela um instrumento de promoção do próximo. Na opinião do Senhor Jesus Cristo, próximo é o que precisa de mim: amigo ou inimigo, aliado ou adversário. O meu próximo não é determinado pela ideologia que defende, nem pela agremiação partidária que pertence e sim pela necessidade que ele tem!

recebido por E-mail.

4 comentários:

Darius de Gomes disse...

Se um dia me tornasse um homem publico, emolduraria esse post e colocaria em frente a minha mesa para que ao lê-lo pudesse refletir o quanto eu posso ser útil ao meu próximo e a sociedade, independente do meu credo minha cor e da minha formação socialista. Cada dia que passa mais amo esse povo e essa cidade que escolhi pra morar, mesmo estando longe fisicamente vocês estarão sempre no meu coração.
Amo vocês assim como amo você Icapui.
Sou Darius Gomes. Cidadão brasileiro residente em Icapui..

Wallyson Honorato disse...

"...Política conquista, com autoridade e testemunho pessoal, o respeito dos adversários; politicagem sempre conquista o ressentimento, o ódio e o espírito de vingança;..."

Acredito que você resumiu aqui a sua maravilhosa reflexão.
É ISSO AI.

joao disse...

Infelismente a maioria dos nossos politicos de Icapuí não irão ler esse artigo para tomarem alguns tapas bem fortes na consciencia!!!!

Sandrinho disse...

Os nossos representantes infelizmente são altamente formados em POLITICAGEM, não seria diferente do nosso país onde a política, que é a arte de administrar, só existe no papel, é como falamos é o "jeitinho brasileiro” de fazer política.

E seria muita inocência da nossa parte ou do povo de Icapuí achar que existe exceção, não existe.

É generalizado, por que já vem das raízes, da índole, do caráter do povo brasileiro, que para agradar, tem que dar alguma coisa, tem que falar o que queremos ouvir, “se não, eu não voto”, e com isso nós temos os representantes que merecemos, infelizmente.

Nas nossas campanhas eleitorais as promessas são tão esdrúxulas, que eu não sei como é que o povo acredita.

Pode haver boas intenções no jeitinho brasileiro de fazer política? Pode sim, mais não deixa de ser a pura e mera POLITICAGEM BRASILEIRA.