terça-feira, 8 de novembro de 2011

TRE-CE confirma impugnação do registro de candidatura do PMDB e PTN em Icapuí

Extraído do site do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará - TRE/CE -

8.11.2011

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, em sessão realizada na manhã de hoje, 8/11, manteve a decisão da juíza da 8ª Zona Eleitoral, de Aracati, Sâmea Freitas da Silveira, e confirmou a impugnação dos registros de candidatura do PMDB e do PTN, na eleição suplementar do município de Icapuí, marcada para o próximo domingo, 13 de novembro. 

A decisão unânime dos juízes do TRE levou em conta que os dois candidatos a prefeito de Icapuí, Raimundo Lacerda Filho (PMDB) e Marcus Rebouças (PTN), não cumpriram o prazo de no mínimo um ano de filiação partidária. Eles ainda podem recorrer ou substituir os seus candidatos para concorrer às eleições do próximo domingo. O outro candidato ao cargo de prefeito é Jerônimo Felipe Reis de Souza, do PT. 

A eleição suplementar em Icapuí será realizada por conta da cassação do prefeito do município, José Edilson da Silva (PSDB), conhecido como Irmão Edilson, e do seu vice, Heverton Costa Silva. No último dia 19 de setembro, o TRE julgou procedente Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) por abuso de poder político e econômico. Desde então, o presidente da Câmara Municipal, Manoel Jeová da Silva, assumiu como prefeito do município após afastamento do então chefe do Executivo municipal. 

 - Leia a decisão da Corte do TRE em relação à impugnação da candidatura do PMDB clicando aqui.
 - Leia a decisão da Corte do TRE em relação à impugnação da candidatura do PTN clicando aqui.

3 comentários:

Prof. Mauro disse...

Parece que a Justiça está cumprindo com o deu dever. Todos os candidatos sabiam que poderiam esbarrar na legislação vigente, mesmo assim mantiveram a candidatura. Agora é esperar para ver o desenrolar dos fatos.

Emilio Konrath - Catamaram Mås disse...

@Prof. Mauro

Mas este é um golpe a la Roriz. Mantem-se a candidatura irregular até o último momento para confundir a população.

João Paulo disse...

Uma pergunta. Os candidatos com a candidatura impugnada podem continuar fazendo campanha?